03 de outubro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

03 de outubro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > OUTUBRO

4ª-feira da 26ª Semana do Tempo Comum
3 de Outubro de 2018
Ss. André de Soveral, Ambrósio Francisco Ferro, Presb., e Comp., Mts, memória.
Cor: Vermelho


1ª Leitura - Jó 9,1-12.14-16

Como poderia o homem ser justo diante de Deus?

Leitura do Livro de Jó 9,1-12.14-16
1 Jó respondeu a seus amigos e disse:
2 Sei muito bem que é assim: como poderia o homem ser justo diante de Deus?
3 Se quisesse disputar com ele, entre mil razões não haverá uma para rebatê-lo.
4 Ele é sábio de coração e poderoso em força; quem poderia enfrentá-lo e ficar ileso?
5 Ele desloca as montanhas, sem que elas percebam e as derruba em sua cólera.
6 Ele abala a terra em suas bases e suas colunas vacilam.
7 Ele manda ao sol que não brilhe e guarda escondidas as estrelas.
8 Sozinho desdobra os céus, e caminha sobre as ondas do mar.
9 Criou a Ursa e o Órion, as Plêiades e as constelações do Sul.
10 Faz prodígios insondáveis, maravilhas sem conta.
11 Se passa junto de mim, não o vejo, e quando se afasta, não o percebo.
12 Se ele apanha uma presa, quem ousa impedi-lo? Quem pode dizer-lhe: - O que está fazendo?
14 Quem sou eu para replicar-lhe, e contra ele escolher meus argumentos?
15 Ainda que eu tivesse razão, não poderia replicar, e deveria pedir misericórdia ao meu juiz.
16 Se eu clamasse e ele me respondesse, não creio que daria atenção à minha voz'.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 87,10bc-11. 12-13. 14-15 (R. 3a)

R. Chegue a minha oração até a vossa presença!

10bClamo a vós, ó Senhor sem cessar, todo o dia, *
10cminhas mãos para vós se levantam em prece.
11Para os mortos, acaso, faríeis milagres? *
poderiam as sombras erguer-se e louvar-vos?R.

12No sepulcro haverá quem vos cante o amor *
e proclame entre os mortos a vossa verdade?
13Vossas obras serão conhecidas nas trevas, *
vossa graça, no reino onde tudo se esquece?R.

14Quanto a mim, ó Senhor, clamo a vós na aflição, *
minha prece se eleva até vós desde a aurora.
15Por que vós, ó Senhor, rejeitais a minh'alma? *
E por que escondeis vossa face de mim?R.


Evangelho - Lc 9,57-62

Eu te seguirei para onde quer que fores.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,57-62
Naquele tempo:
57 Enquanto estavam caminhando, alguém na estrada disse a Jesus: 'Eu te seguirei para onde quer que fores.'
58 Jesus lhe respondeu: 'As raposas têm tocas e os pássaros têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça.'
59 Jesus disse a outro: 'Segue-me.' Este respondeu: 'Deixa-me primeiro ir enterrar meu pai.'
60 Jesus respondeu: 'Deixa que os mortos enterrem os seus mortos; mas tu, vai anunciar o Reino de Deus.'
61 Um outro ainda lhe disse: 'Eu te seguirei, Senhor, mas deixa-me primeiro despedir-me dos meus familiares.'
62 Jesus, porém, respondeu-lhe: 'Quem põe a mão no arado e olha para trás, não está apto para o Reino de Deus.'
Palavra da Salvação.



REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“Chegue a minha oração até a vossa presença!”

Lc 9, 57-62

Damos muitas desculpas para não seguir Jesus. Temos nossos projetos pessoais, onde muitas vezes, não cabe o projeto do Reino.

De pronto, Jesus adverte que não tem seguranças materiais para oferecer a ninguém; Ele próprio não tem sequer onde reclinar a cabeça.

Jesus faz um convite, “Siga-me”, mas põe condições, exige o primeiro lugar na vida e no coração dos discípulos. Jesus ensina que o anúncio do Reino é urgente e está acima de outros compromissos.

Um queria enterrar os mortos, o outro queria se despedir da família e o outro cuidar dos negócios. Para seguir Jesus, ele precisa ser prioridade no coração humano.

Depois teremos de cuidar das outras coisas que não precisam ser desprezadas, mas não podem ter a primazia em nossas opções. Sem liberdade interior, não se pode seguir o Cristo.

Olhar para trás é não viver o presente, é ficar buscando as seguranças humanas e nelas nos consumimos. São Paulo dizia: “Esquecendo-me do que fica para trás... corro em direção à meta... (Fl 3, 13-14)

Rezemos: Senhor torna-me suficientemente madura para acolher o teu convite para seguir-te, sem a tentação de encontrar motivos para adiar a minha adesão! Quero ser teu seguidor!

Deus abençoe você e sua família.

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe seu novo dia. Uma quarta-feira feliz e abençoada com toda sorte de bençãos físicas e espirituais. Hoje é dia de recordar os nossos Mártires brasileiros do Rio Grande do Norte.  Abaixo a história deles. Que o testemunho dos nossos bem-aventurados mártires possam nos contagiar na alegria de viver a fé cristã e dar a vida por Jesus. Que seu dia seja muito especial e abençoado.


CONSAGRANDO O DIA
Senhor Deus de Bondade, nesta quarta-feira, venho diante de ti para agradecer todo o bem que realizas na minha vida. Muito obrigado pelo ar que respiro, pelo alimento à minha mesa, pelas pessoas que amo. Quero agradecer também pela graça do trabalho. Eu bem sei, Senhor, que trabalhar é colaborar com teu plano de amor e serviço a toda a criação. É também a forma que tenho para garantir o pão de cada dia para mim e minha família. Eu te peço que olhes com carinho para todos os desempregados e desempregadas. Que eles com a tua graça e a nossa colaboração encontrem um trabalho digno e suficiente para suprir suas necessidades. Abençoa os aposentados e aposentadas por todo o trabalho bonito que realizaram. Por intercessão de São José operário, protege a todos os trabalhadores e trabalhadoras. Tudo isso eu te peço por Jesus Cristo, teu filho e nosso irmão, na força e na unidade do Espírito Santo, Amém!


REZANDO COM O SALMO

Sl 110 - Grandiosas são as obras do Senhor!

Eu agradeço a Deus de todo o coração junto com todos os seus justos reunidos! Que grandiosas são as obras do Senhor, elas merecem todo o amor e admiração!

Que beleza e esplendor são os seus feitos! Sua justiça permanece eternamente! O Senhor bom e clemente nos deixou a lembrança de suas grandes maravilhas.

Ele dá o alimento aos que o temem e jamais esquecerá sua Aliança. Ao seu povo manifesta seu poder, dando a ele a herança das nações.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Evangelho do dia:  https://www.youtube.com/watch?v=XFRe1IzHHB4&index=415&list=PLExrB5hkDaH2m3b4ZguB3EWoySmRhDtnh&t=61s

História dos Mártires brasileiros do Rio Grande do Norte

No dia 16 de julho de 1645, os holandeses que ocupavam o nordeste do Brasil, chegaram a Cunhaú, no Rio Grande do Norte, onde residiam vários colonos ao redor do Engenho, ocupados no plantio da cana-de-açúcar. Era um domingo. Na hora da missa, 69 pessoas se reuniram na capela de Nossa Senhora das Candeias. A capela foi cercada e invadida por soldados e índios que trucidaram a todos que aí estavam, inclusive o Pároco Pe. André de Soveral que celebrava a missa. Não opuseram resistência aos agressores e entregaram piedosamente suas almas ao Criador.
Aterrorizados com o acontecimento de Cunhaú, muitos moradores de Natal pediram asilo no Forte dos Reis Magos ou se refugiaram em abrigos improvisados. No dia 3 de outubro, foram levados para as margens do Rio Uruaçu, onde os aguardavam índios e soldados holandeses armados. Eram cerca de 80 pessoas. Os holandeses, de religião calvinista, trouxeram um pastor protestante para demovê-los de sua fé católica. Todos resistiram a esta tentativa e foram barbaramente sacrificados. Entre eles estava Mateus Moreira que, ao lhe ser arrancado o coração pelas costas, morreu exclamando: "Louvado seja o Santíssimo Sacramento".

Frei Rinaldo, osm

PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
RSS FEED
Voltar para o conteúdo