14 de dezembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

14 de dezembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA
NOTÍCIAS DO VATICANO
6ª feira da 2ª Semana do Advento
14 de Dezembro de 2018 - Cor: Branco
S. João da Cruz, PresbDr, memória.


1ª Leitura - Is 48,17-19

Ah! se tivesses observado os meus mandamentos!

Leitura do Livro do Profeta Isaías 48,17-19
17Isto diz o Senhor, o teu libertador, o Santo de Israel: Eu, o Senhor teu Deus, te ensino coisas úteis, te conduzo pelo caminho em que andas.
18Ah, se tivesses observado os meus mandamentos! Tua paz teria sido como um rio e tua justiça como as ondas do mar;
19tua descendência seria como a areia do mare os filhos do teu ventre como os grãos de areia;  este nome não teria desaparecido nem teria sido cancelado de minha presença.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 1, 1-2. 3. 4.6 (R. CF.Jo 8,12)

R. Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida.

1Feliz é todo aquele que não anda*
conforme os conselhos dos perversos;
que não entra no caminho dos malvados,*
nem junto aos zombadores vai sentar-se;
2mas encontra seu prazer na lei de Deus*
a medita, dia e noite, sem cessar.R.

3Eis que ele é semelhante a uma árvore,*
que à beira da torrente está plantada;
ela sempre dá seus frutos a seu tempo,
e jamais as suas folhas vão murchar.*
Eis que tudo o que ele faz vai prosperar.R.

4Mas bem outra é a sorte dos perversos.
Ao contrário, são iguais à palha seca*
espalhada e dispersada pelo vento.
6Pois Deus vigia o caminho dos eleitos,*
mas a estrada dos malvados leva à morte.R.


Evangelho - Mt 11,16-19

Não ouvem nem a João nem ao Filho do Homem.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus 11,16-19

Naquele tempo, disse Jesus às multidões:
l6Com quem vou comparar esta geração? São como crianças sentadas nas praças, que gritam para os colegas, dizendo:
17'Tocamos flauta e vós não dançastes. Entoamos lamentações e vós não batestes no peito!'
18Veio João, que não come nem bebe, e dizem: 'Ele está com um demônio'.
19Veio o Filho do Homem, que come e bebe, e dizem: 'É um comilão e beberrão, amigo de cobradores de impostos e de pecadores'. Mas a sabedoria foi reconhecida com base em suas obras.'
Palavra da Salvação.



REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

“Senhor, quem vos seguir, terá a luz da vida.”
Mt 11, 16-19

Jesus foi alvo de críticas, foi prosseguido, injuriado, humilhado e excluído por sua postura em favor dos pequeninos e dos pecadores que ele sempre buscou, como o pastor que deixa suas ovelhas em lugar seguro e vai atrás daquela que se perdeu até encontrá-la.
No entanto, nunca se deixou abater ou mesmo pensou em desistir de sua caminhada e missão.  Sempre haverá quem fale mal de qualquer situação de nossa vida; é bem verdade que não se agrada a todos e é uma imaturidade pretende-lo.
Todo o emprenho de Jesus na implantação do Reino parece não trazer um resultado significativo, apesar de falar com autoridade, superando a oratória dos mestres da Lei e dos fariseus, a resposta e a adesão do povo são insatisfatórias.
Daqui brota o desabado de Jesus mediante a figura das crianças que estão nas praças e fazem por capricho, não participando das brincadeiras. Ele aplica essa imagem ao comportamento de seus ouvintes.
Todo o esforço é inútil para leva-los a assumir o compromisso com o Reino de Deus inaugurado por Jesus. Nem o rigorismo de João Batista, nem a suavidade e ternura do Mestre de Nazaré, nada convence “essa geração” e seus líderes a mudarem de vida.
Entretanto as obras de Jesus revelam que Ele é aquele que o Pai enviou para Salvar a humanidade. Resta-nos a sabedoria para conduzir nossa vida trilhando o caminho apresentado por Ele. O que importa é aprender a lição do amor e do serviço, mais do que aquilo que os outros gostam ou falam. Desde que façamos a vontade do Senhor, não importa o que vão dizer.

Rezemos: Ajuda-me a vencer a indiferença e o preconceito. Quero ter um olhar puro para contemplar as obras de Jesus e reconhecer Nele o enviado do Pai para salvar a humanidade.  

Deus abençoe você e sua família.



REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


Bom dia. Deus abençoe você nesta fascinante jornada de Sexta-feira, 14 de Dezembro. Experimente, durante todo este dia, o amor e a presença de Deus que está e estará sempre ao seu lado. Vá dizendo para você mesmo neste clima de oração: Deus é o meu escudo e proteção. Ele é a minha força e o meu amparo. Com Ele tudo posso! O meu dia será abençoado porque Deus é a minha benção... Não deixarei o medo, o desespero, a tristeza, a mágoa, o mal...invadirem a minha alma e o meu ânimo. Nada vai me separar desse amor de Deus. Reze assim...
Que seu dia seja, portanto, muito especial..
Vamos rezar?

Salmo 31


Feliz o homem que foi perdoado e cuja falta já foi encoberta! Feliz o homem a quem o Senhor não olha mais como sendo culpado, e em cuja alma não há falsidade!

Eu confessei, afinal, meu pecado, e minha falta vos fiz conhecer. Disse: “Eu irei confessar meu pecado!” E perdoastes, Senhor, minha falta.

Todo fiel pode, assim, invocar-vos, durante o tempo da angústia e aflição, porque, ainda que irrompam as águas, não poderão atingi-lo jamais.

Sois para mim proteção e refúgio; na minha angústia me haveis de salvar, e envolvereis a minha alma no gozo da salvação que me vem só de vós.

Com carinho e bençãos

Frei Rinaldo, osm

Evangelho do dia: https://www.youtube.com/watch?v=Cisl1EfrBok
PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
Voltar para o conteúdo