15 de novembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

15 de novembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > NOVEMBRO

1a Leitura - Fm 7-20

Acolhe-o já não como escravo
mas como um irmão querido.

Leitura da Carta de São Paulo a Filêmon 7-20

Carissimo:
7 Grande alegria e consolo tive por causa de tua caridade. Os corações dos santos foram reanimados por ti, irmão.
8 Por este motivo, se bem que tenha plena autoridade em Cristo para prescrever-te tua obrigação,
9 prefiro fazer apenas um apelo à tua caridade. Eu, Paulo, velho como estou e agora também prisioneiro de Cristo Jesus,
10 faço-te um pedido em favor do meu filho que fiz nascer para Cristo na prisão, Onésimo.
11 Antes, ele era inútil para ti; agora, ele é valioso para ti e para mim.
12 Eu o estou mandando de volta para ti. Ele é como se fosse o meu próprio coração.
13 Gostaria de tê-lo comigo, a fim de que fosse teu representante para cuidar de mim nesta prisão, que eu devo ao evangelho.
14 Mas, eu não quis fazer nada sem o teu parecer, para que a tua bondade não seja forçada, mas espontânea.
15 Se ele te foi retirado por algum tempo, talvez seja para que o tenhas de volta para sempre,
16 já não como escravo, mas, muito mais do que isso, como um irmão querido, muitíssimo querido para mim quanto mais ele o fôr para ti, tanto como pessoa humana quanto como irmão no Senhor.
17 Assim, se estás em comunhão de fé comigo, recebe-o como se fosse a mim mesmo.
18 Se em alguma coisa te prejudicou ou se alguma coisa te deve, põe em minha conta.
19 Eu, Paulo, de meu punho o escrevo; eu o pagarei, para não dizer que tu mesmo me deves a própria vida.
20 Sim, irmão, deixa que eu te explore no Senhor. Conforta em Cristo meu coração.
Palavra do Senhor.

Salmo - Sl 145 (146),7. 8-9a. 9bc-10 (R. 5a)

R. Feliz quem se apóia no Deus de Jacó!
Ou: Aleluia, Aleluia, Aleluia

7faz justiça aos que são oprimidos;
ele dá alimento aos famintos, *
é o Senhor quem liberta os cativos.
R.

8O Senhor abre os olhos aos cegos, +
o Senhor faz erguer-se o caído, *
o Senhor ama aquele que é justo.
9É o Senhor quem protege o estrangeiro.
R.

9bE ele quem ampara a viúva e o órfão, *
9bmas confunde os caminhos dos maus.
10O Senhor reinará para sempre! +
Ó Sião, o teu Deus reinará *
para sempre e por todos os séculos!
R.

Evangelho - Lc 17,20-25

O Reino de Deus está entre vós.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas  17,20-25

Naquele tempo:
20 Os fariseus perguntaram a Jesus sobre o momento em que chegaria o Reino de Deus. Jesus respondeu: ‘O Reino de Deus não vem ostensivamente.
21 Nem se poderá dizer: ‘Está aqui’ou’Está ali’, porque o Reino de Deus está entre vós.’
22 E Jesus disse aos discípulos: ‘Dias virão em que desejareis ver um só dia do Filho do Homem e não podereis ver.
23 As pessoas vos dirão: ‘Ele está ali’ou’Ele está aqui’. Não deveis ir, nem correr atrás.
24 Pois, como o relâmpago brilha de um lado até ao outro do céu, assim também será o Filho do Homem, no seu dia.
25 Antes, porém, ele deverá sofrer muito e ser rejeitado por esta geração.
Palavra da Salvação.

REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


EM BREVE

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM



Bom dia. Deus abençoe sua vida nesse novo dia que já começa. Hoje é um dia histórico: recordamos a Proclamação da nossa República. É, sem dúvida, uma página importante de nossa história brasileira. Mas hoje somos convidados, acima de tudo, a proclamarmos que Jesus é o Senhor de nossas vidas, nossa casa, nossa família e nossa nação. Aliás, a Palavra diz "Feliz o povo cujo Deus é o Senhor" (Sl 32,12)). Que essa verdade seja proclamada em cada instante de nossas vidas.

Salmo, 32
1.Exultai no Senhor, ó justos, pois aos retos convém o louvor.*
2.Celebrai o Senhor com a cítara, entoai-lhe hinos na harpa de dez cordas.
3.Cantai-lhe um cântico novo, acompanhado de instrumentos de música,
4.porque a palavra do Senhor é reta, em todas as suas obras resplandece a fidelidade:
5.ele ama a justiça e o direito, da bondade do Senhor está cheia a terra.
6.Pela palavra do Senhor foram feitos os céus, e pelo sopro de sua boca todo o seu exército.
7.Ele junta as águas do mar como num cantil, e em reservatórios encerra as ondas.
8.Tema ao Senhor toda a terra; reverenciem-no todos os habitantes do globo.
9.Porque ele disse e tudo foi feito, ele ordenou e tudo existiu.
10.O Senhor desfaz os planos das nações pagãs, reduz a nada os projetos dos povos.
11.Só os desígnios do Senhor permanecem eternamente e os pensamentos de seu coração por todas as gerações.
12.Feliz a nação que tem o Senhor por seu Deus, e o povo que ele escolheu para sua herança.
13.O Senhor olha do céu, vê todos os filhos dos homens. 14.Do alto de sua morada observa todos os habitantes da terra;
15.ele, que formou o coração de cada um, está atento a cada uma de suas ações.
16.Não vence o rei pelo numeroso exército, nem se livra o guerreiro pela grande força.
17.O cavalo não é penhor de vitória, nem salva pela sua resistência.
18.Eis os olhos do Senhor pousados sobre os que o temem, sobre os que esperam na sua bondade,
19.a fim de livrar-lhes a alma da morte e nutri-los no tempo da fome.
20.Nossa alma espera no Senhor, porque ele é nosso amparo e nosso escudo.
21.Nele, pois, se alegra o nosso coração, em seu santo nome confiamos.
22.Seja-nos manifestada, Senhor, a vossa misericórdia, como a esperamos de vós."

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!

Evangelho do dia: https://www.youtube.com/watch?v=Wbq0jjHg-uQ
PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
RSS FEED
Voltar para o conteúdo