23 de outubro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

23 de outubro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > OUTUBRO

3ª-feira da 29ª Semana do Tempo Comum
23 de Outubro de 2018

Cor: Verde


1ª Leitura - Ef 2,12-22

Ele é a nossa paz:
do que era dividido, ele fez uma unidade.

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 2,12-22

Irmãos:
12 Naquele tempo, éreis sem Messias, privados de cidadania em Israel, estranhos às alianças da promessa, sem esperança e sem Deus no mundo.
13 Mas agora, em Jesus Cristo, vós que outrora estáveis longe, vos tornastes próximos, pelo sangue de Cristo.
14 Ele, de fato, é a nossa paz: do que era dividido, ele fez uma unidade. Em sua carne ele destruiu o muro de separação: a inimizade.
15 Ele aboliu a Lei com seus mandamentos e decretos. Ele quis, assim, a partir do judeu e do pagão, criar em si um só homem novo, estabelecendo a paz.
16 Quis reconciliá-los com Deus, ambos em um só corpo, por meio da cruz; assim ele destruiu em si mesmo a inimizade.
17 Ele veio anunciar a paz a vós que estáveis longe, e a paz aos que estavam próximos.
18 É graças a ele que uns e outros, em um só Espírito, temos acesso junto ao Pai.
19 Assim, já não sois mais estrangeiros nem migrantes, mas concidadãos dos santos. Sois da família de Deus.
20 Vós fostes integrados no edifício que tem como fundamento os apóstolos e os profetas, e o próprio Jesus Cristo como pedra principal.
21 É nele que toda a construção se ajusta e se eleva para formar um templo santo no Senhor.
22 E vós também sois integrados nesta construção, para vos tornardes morada de Deus pelo Espírito.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 84,9ab-10. 11-12. 13-14 (R. Cf 9)

R. O Senhor anunciará a paz para o seu povo.

9aQuero ouvir o que o Senhor irá falar:*
9bé a paz que ele vai anunciar;
10Está perto a salvação dos que o temem, *
e a glória habitará em nossa terra.R.

11A verdade e o amor se encontrarão,*
a justiça e a paz se abraçarão;
12da terra brotará a fidelidade,*
e a justiça olhará dos altos céus.R.

13O Senhor nos dará tudo o que é bom,*
e a nossa terra nos dará suas colheitas;
14a justiça andará na sua frente*
e a salvação há de seguir os passos seus.R.



Evangelho - Lc 12,35-38

Felizes os empregados que o senhor
encontrar acordados quando chegar.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 12,35-38

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
35 Que vossos rins estejam cingidos e as lâmpadas acesas.
36 Sede como homens que estão esperando seu senhor voltar de uma festa de casamento, para lhe abrir em, imediatamente, a porta, logo que ele chegar e bater.
37 Felizes os empregados que o senhor encontrar acordados quando chegar. Em verdade eu vos digo: Ele mesmo vai cingir-se, fazê-los sentar-se à mesa e, passando, os servirá.
38 E caso ele chegue à meia-noite ou às três da madrugada, felizes serão, se assim os encontrar!
Palavra da Salvação.




REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“O Senhor anunciará a paz para o seu povo.”

Lc 12, 35-38

O ser humano tem forte tendência a acomodar-se. No campo religioso, muitas vezes nos contentamos com o mínimo: pouco interesse pelas coisas de Deus, escassa participação nos sacramentos e rara presença às celebrações litúrgicas. Nossa cultura catequética se limitou à preparação para Primeira Comunhão.
Jesus quer despertar o dinamismo da vida cristã. O cristão é alguém atento e vigilante com as coisas de Deus. A todo instante, existe a possibilidade do cansaço, da decepção, do comodismo, da preguiça, do abandono dos projetos assumidos.
Por isso, lembra Jesus, “ficai de prontidão, com o cinto amarrado e as lâmpadas acesas”. O cristão deve fazer sempre o bem, amar a toda a hora, ter a compaixão como exercício do cotidiano.
Jesus considera, quem assim procede assim, como uma pessoa feliz. Em que consiste essa felicidade? Simples: em fazer a vontade do Senhor. E diz mais: o próprio patrão será o servo de seus servos, isto é, Jesus falava de sua própria missão; Amar e Servir, um serviço destemido, corajoso e concreto para a humanidade. Vigilância sempre!

Rezemos: Senhor me dê a graça, por onde eu passar, possa servir a todos indistintamente. Quero abrir a porta quando o Senhor chegar.

Deus abençoe você e sua família.

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM


EM BREVE A REFLEXÃO DE

Frei Rinaldo, osm

PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
RSS FEED
Voltar para o conteúdo