26 de setembro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

26 de setembro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > SETEMBRO

4ª-feira da 25ª Semana do Tempo Comum
26 de Setembro de 2018
Cor: Verde



1ª Leitura - Pr 30,5-9

Não me dês pobreza nem riqueza,
mas concede-me o pão que me é necessário.

Leitura do Livro dos Provérbios 30,5-9

5 A Palavra de Deus é comprovada. Ele é um escudo para os que nele se abrigam.
6 Não acrescentes nada às suas palavras, para que ele não te repreenda e passes por mentiroso!
7 Duas coisas eu te pedi; não mas recuses, antes de eu morrer:
8 afasta de mim a falsidade e a mentira, não me dês pobreza nem riqueza, mas concede-me o pão que me é necessário.
9 Não aconteça que, saciado, eu te renegue e diga: 'Quem é o Senhor?' Ou que, empobrecido, eu me ponha a roubar e profane o nome de meu Deus.
Palavra do Senhor.


Salmo - Sl 118 (119),29. 72. 89. 101. 104. 163 (R. 105a)

R. Vossa palavra é uma luz para os meus passos!

29Afastai-me do caminho da mentira *
e dai-me a vossa lei como um presente!R.

72A lei de vossa boca, para mim, *
vale mais do que milhões em ouro e prata.R.

89É eterna, ó Senhor, vossa palavra, *
ela é tão firme e estável como o céu.R.

101De todo mau caminho afasto os passos, *
para que eu siga fielmente as vossas ordens.R.

104De vossa lei eu recebi inteligência, *
por isso odeio os caminhos da mentira.R.

163Eu odeio e detesto a falsidade, *
porém amo vossas leis e mandamentos!


Evangelho - Lc 9,1-6

Enviou-os a proclamar o Reino de Deus
e a curar os enfermos.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 9,1-6

Naquele tempo:
1 Jesus convocou os Doze, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios e para curar doenças,
2 enviou-os a proclamar o Reino de Deus e a curar os enfermos.
3 E disse-lhes: 'Não leveis nada para o caminho: nem cajado, nem sacola, nem pão, nem dinheiro, nem mesmo duas túnicas.
4 Em qualquer casa onde entrardes, ficai aí; e daí é que partireis de novo.
5 Todos aqueles que não vos acolherem, ao sairdes daquela cidade, sacudi a poeira dos vossos pés, como protesto contra eles.'
6 Os discípulos partiram e percorriam os povoados, anunciando a Boa Nova e fazendo curas em todos os lugares.
Palavra da Salvação.



REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“Vossa Palavra é uma luz para os nossos passos!”

Lc 9, 1-6

Jesus compartilha com os apóstolos a missão, a responsabilidade e os poderes. Eles são revestidos de poder e autoridade para servir as pessoas como Cristo fez, anunciar o Reino de Deus e curar as enfermidades.

A cura dos enfermos era uma das principais atividades dos apóstolos. Restituir a vida é o grande sinal do Reino de Deus. É uma atividade renovadora. Um ensinamento novo e convincente com palavras colhidas na fonte e lembra Jesus: “Falo estas coisas como o Pai me ensinou” (Jo 8, 28).

Curas libertadoras, toques benfazejos, são tempos messiânicos, vida nova que Jesus traz e convida os apóstolos a continuarem fazendo. Devem apoiar-se na gratuidade e na confiança da providencia, não precisam apoiar-se nos bens materiais, ao contrário, devem despojar-se deles.

Haverá pessoas insensíveis e não reconhecerão à passagem de Deus em Jesus e nos discípulos. Responderão pelos seus atos. O missionário seguira o seu caminho sem esmorecer. Como Jesus.

Hoje a Igreja celebra os santos gêmeos, que eram médicos por profissão, Cosme e Damião. Nasceram por volta do ano 260 na região da Arábia e viveram na Ásia Menor. Faziam do seu trabalho o seu apostolado para a conversão das pessoas. Usavam a fé aliada aos conhecimentos científicos, confiando no poder da oração e assim realizavam verdadeiros milagres.  Curaram muitos doentes, em nome de Cristo, vários já a beira da morte.

Hoje também lembramos o Beato Paulo VI, que será canonizado dia 21/10/18 em Roma pelo Papa Francisco.

Rezemos: Que São Cosme e Damião e o Beato Paulo VI, intercedam por nós. E ajudem a continuar a missão confiada a todos nós: Anunciando o Evangelhos, cuidando e restaurando a vida.  

Deus abençoe você e sua família.

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM

Bom dia. Deus abençoe seu novo dia. Uma quarta-feira feliz e abençoada com toda sorte de bençãos físicas e espirituais.  Hoje é dia de recordar os Santos Cosme e Damião, irmãos gêmeos. Diz a tradição que eram médicos e exerciam a medicina de forma gratuita à população. Abaixo eu relato a história deles. Vale a pena conhecer! Deus abençoe seu precioso dia.


CONSAGRANDO O DIA
Senhor Deus de Bondade, nesta quarta-feira, venho diante de ti para agradecer todo o bem que realizas na minha vida. Muito obrigado pelo ar que respiro, pelo alimento à minha mesa, pelas pessoas que amo. Quero agradecer também pela graça do trabalho. Eu bem sei, Senhor, que trabalhar é colaborar com teu plano de amor e serviço a toda a criação. É também a forma que tenho para garantir o pão de cada dia para mim e minha família. Eu te peço que olhes com carinho para todos os desempregados e desempregadas. Que eles com a tua graça e a nossa colaboração encontrem um trabalho digno e suficiente para suprir suas necessidades. Abençoa os aposentados e aposentadas por todo o trabalho bonito que realizaram. Por intercessão de São José operário, protege a todos os trabalhadores e trabalhadoras. Tudo isso eu te peço por Jesus Cristo, teu filho e nosso irmão, na força e na unidade do Espírito Santo, Amém!


REZANDO COM O SALMO

Sl 110 - Grandiosas são as obras do Senhor!

Eu agradeço a Deus de todo o coração junto com todos os seus justos reunidos! Que grandiosas são as obras do Senhor, elas merecem todo o amor e admiração!

Que beleza e esplendor são os seus feitos! Sua justiça permanece eternamente! O Senhor bom e clemente nos deixou a lembrança de suas grandes maravilhas.

Ele dá o alimento aos que o temem e jamais esquecerá sua Aliança. Ao seu povo manifesta seu poder, dando a ele a herança das nações.

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém!


HISTÓRIA DE SÃO COSME E DAMIÃO
São Cosme e São Damião nasceram na cidade de Egéia, na Arábia, por volta do ano 260. Eram gêmeos, filhos de família nobre. Sua mãe, Teodata, ensinou-lhes a fé cristã. E ensinou-lhes de tal forma, que Jesus Cristo passou a ser o centro de suas vidas.
Vida de São Cosme e Damião
Cosme e Damião foram estudar na Síria, na época, um grande centro de estudos e formação. Lá, os gêmeos se especializaram nas ciências e na medicina. Tornaram-se médicos famosos pela competência, obtendo grandes sucessos nos tratamentos, como também na caridade para com os doentes.
São Cosme e São Damião, a medicina que leva para Deus
Por causa da profunda formação cristã que tiveram, os irmãos, vivendo num mundo paganizado, decidiram atrair as pessoas para Jesus Cristo através do exercício da medicina. E faziam isso não de maneira impositiva ou constrangedora, mas, principalmente, através da caridade, do amor e da competência. Além disso, eles não cobravam por seus serviços médicos. Por esta razão espalhou-se a ideia de que os dois gêmeos médicos não gostavam de dinheiro. Não era bem isso. Na verdade, os dois eram grandes almas que sabiam dar ao dinheiro o seu devido lugar. Eles queriam curar as pessoas no corpo e na alma, levando a elas também os ensinamentos e a salvação de Jesus Cristo. Por este motivo, São Cosme e São Damião são os padroeiros dos médicos, das faculdades de medicina e dos farmacêuticos
A perseguição contra Cosme e Damião
Na mesma época em que eles trabalhavam e ensinavam em nome de Jesus, o imperador Diocleciano lançou uma grande perseguição contra os cristãos. E o local onde eles viviam era dominado pelos romanos. Por isso, eles foram presos sob a acusação de feitiçaria e de espalharem uma seita proibida pelo imperador. O imperador odiava os cristãos porque eles desprezavam os deuses romanos e adoravam somente Jesus Cristo. Cosme e Damião foram tirados violentamente do local onde atendiam os doentes e levados ao tribunal.  Lá, foram acusados de feitiçaria, por curarem os doentes e de pregarem uma seita proibida. Ao serem questionados sobre isso, responderam: Nós curamos as doenças em nome de Jesus Cristo, e pelo seu poder. Ele é o Filho de Deus que veio a este mundo para salvar e para curar. No tribunal, foi exigido deles que renunciassem à fé em Jesus Cristo e começassem a falar aos pacientes sobre os deuses romanos. Eles se recusaram, não renunciaram aos princípios do Evangelho e por isso foram duramente torturados.
Martírio de São Cosme e São Damião
Cosme e Damião foram condenados à morte por apedrejamento e flechadas. Tudo foi preparado, então, para a execução da pena. A pena foi executada por carrascos experientes. Os santos irmãos gêmeos, porém, não morreram. Então, o magistrado ordenou que fossem queimados em praça pública. Executaram a sentença, mas o fogo não os atingiu. Cosme e Damião não paravam de louvar a Deus por estarem sendo dignos de sofrerem por Jesus Cristo. Os pacientes que eram atendidos por eles, que ainda não tinham se convertido, se converteram ao verem essas coisas. Os soldados decidiram afogar os dois, mas eles foram salvos por anjos. Por fim, a mando do magistrado, os torturadores lhes cortaram as cabeças.
Devoção a São Cosme e São Damião
Cosme e Damião foram sepultados pelos pacientes que tinham sido curados por eles. Mais tarde, seus restos mortais foram transladados para uma Igreja dedicada a eles, construída pelo Papa Felix IV, em Roma, na Basílica do Fórum. Lá e em toda a Igreja, eles são venerados como santos mártires, ou seja, morreram por testemunharem sua fé em Jesus Cristo e não renegarem esta fé. A festa de Cosme e Damião é celebrada no dia 26 de setembro.
Oração a São Cosme e São Damião
São Cosme e São Damião, por amor a Deus e ao próximo, consagrastes a vida no cuidado do corpo e da alma dos doentes. Abençoai os médicos e farmacêuticos. Alcançai a saúde para o nosso corpo. Fortalecei a nossa vida. Curai o nosso pensamento de toda a maldade. A vossa inocência e simplicidade ajudem a todas as crianças a terem muita bondade umas com as outras. Fazei que elas conservem sempre a consciência tranquila. Com a vossa proteção, conservai o meu coração sempre simples e sincero. Fazei que eu lembre com freqüência estas palavras de Jesus: deixai vir a mim as criancinhas, pois delas é o reino do céu. São Cosme e São Damião, rogai por nós, por todas as crianças, médicos e farmacêuticos. Amém.

PUBLICIDADE
Voltar para o conteúdo