29 de outubro de 2018 - Liturgia Católica Apostólica Romana

www.liturgiacatolica.com
www.liturgiacatolica.com
Ir para o conteúdo

29 de outubro de 2018

LITURGIA DIÁRIA > 2018 > OUTUBRO

2ª-feira da 30ª Semana do Tempo Comum
29 de Outubro de 2018

Cor: Verde



1ª Leitura - Ef 4,32-5,8

Andai no caminho da caridade, como Cristo.

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios 4,32-5,8

Irmãos:
32 Sede bons uns para com os outros, sede compassivos; perdoai-vos mutuamente, como Deus vos perdoou por meio de Cristo.
5,1 Sede imitadores de Deus, como filhos que ele ama.
2 Vivei no amor, como Cristo nos amou e se entregou a si mesmo a Deus por nós, em oblação e sacrifício de suave odor.
3 A devassidão, ou qualquer espécie de impureza ou cobiça sequer sejam mencionadas entre vós, como convém a santos.
4 Nada de palavras grosseiras, insensatas ou obscenas, que são inconvenientes; dedicai-vos antes à ação de graças.
5 Pois, sabei-o bem, o devasso, o impuro, o avarento - que é um idólatra - são excluídos da herança no reino de Cristo e de Deus.
6 Que ninguém vos engane com palavras vazias. Tudo isso atrai a cólera de Deus sobre os que lhe desobedecem.
7 Não sejais seus cúmplices.
8 Outrora éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor. Vivei como filhos da luz.
Palavra do Senhor.



Salmo - Sl 1,1-2. 3. 4.6 (R. Cf. Ef 5,1))

R. Sejamos, pois, imitadores do Senhor,
como convém aos amados filhos seus.

1Feliz é todo aquele que não anda *
conforme os conselhos dos perversos;
que não entra no caminho dos malvados, *
nem junto aos zombadores vai sentar-se;
2mas encontra seu prazer na lei de Deus *
e a medita, dia e noite, sem cessar.R.

3Eis que ele é semelhante a uma árvore *
que à beira da torrente está plantada;
ela sempre dá seus frutos a seu tempo, +
e jamais as suas folhas vão murchar. *
Eis que tudo o que ele faz vai prosperar,R.

4mas bem outra é a sorte dos perversos. +
Ao contrário, são iguais à palha seca *
espalhada e dispersada pelo vento.
6Pois Deus vigia o caminho dos eleitos, *
mas a estrada dos malvados leva à morte.R.



Evangelho - Lc 13,10-17

Esta filha de Abraão, não deveria ser
libertada dessa prisão, em dia de sábado?

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas 13,10-17

Naquele tempo:
10 Jesus estava ensinando numa sinagoga, em dia de sábado.
11 Havia aí uma mulher que, fazia dezoito anos, estava com um espírito que a tornava doente. Era encurvada e incapaz de se endireitar.
12 Vendo-a, Jesus chamou-a e lhe disse: 'Mulher, estás livre da tua doença.'
13 Jesus colocou as mãos sobre ela, e imediatamente a mulher se endireitou, e começou a louvar a Deus.
14 O chefe da sinagoga ficou furioso, porque Jesus tinha feito uma cura em dia de sábado. E, tomando a palavra, começou a dizer à multidão: 'Existem seis dias para trabalhar. Vinde, então, nesses dias para serdes curados, mas não em dia de sábado.'
15 O Senhor lhe respondeu: 'Hipócritas! Cada um de vós não solta do curral o boi ou o jumento, para dar-lhe de beber, mesmo que seja dia de sábado?
16 Esta filha de Abraão, que Satanás amarrou durante dezoito anos, não deveria ser libertada dessa prisão, em dia de sábado?'
17 Esta resposta envergonhou todos os inimigos de Jesus. E a multidão inteira se alegrava com as maravilhas que ele fazia.
Palavra da Salvação.




REFLEXÃO - PADRE JOÃO LUÍS FÁVERO


“Sejamos, pois, imitadores do Senhor, como convém aos amados filhos seus”

Lc 13, 10-17

Jesus ensina na sinagoga em dia de sábado. Até aqui, tudo normal. O que vem a seguir é o que causa o desconforto e deixa o chefe da sinagoga “indignado”. A cura de uma mulher encurvada.
O bem não escolhe dia e nem hora para ser realizado. A burocracia espiritual nunca funcionou com Jesus. Para Ele o que interessa é ver as pessoas recuperando a saúde, a dignidade humana, a alegria de voltar às suas atividades cotidianas, a aceitação diante da família e da sociedade. Isso é o que move Jesus.
Portanto, a cura dessa mulher, num sábado retrata a opção de Jesus pela vida. Ele cura uma mulher encurvada, símbolo dos oprimidos, inferiorizada pelos demais.
Uma mulher encurvada é incapaz de olhar para cima. Essa é a imagem do pecador diante de Deus: curvado sob o peso do seu pecado e encurvado de vergonha pela fraqueza de não vencer as tentações; encurvado sob o peso das estruturas que não favorecem a dignidade da vida.
Mas Jesus tem compaixão dos pecadores e oprimidos e lhes devolve a vida plena. Desmascara a incoerência dos “inimigos”: eles salvam os animais no dia do descanso sabático; porque o Senhor não podia salvar uma “filha de Abraão”? Os inimigos de Jesus se envergonharam; e a multidão se enche de alegria “por todas as maravilhas que Jesus realizava”.

Rezemos: Senhor, livra-nos das prisões! Livra-nos das doenças e injustiças. Que ninguém mais fique encurvado! Encha nossa vida de esperança e de alegria.

Deus abençoe você e sua família.

Padre João Luiz Fávero
Paróquia Nossa Senhora das Dores
Cambuí - Campinas - SP

REFLEXÃO - FREI RINALDO STECANELLA, OSM

Bom dia. Deus abençoe você nesta nova jornada de Segunda-feira. Um novo dia...novas perspectivas e renovada esperança. Ontem presenciamos a decisão popular, através do voto, da escolha do novo presidente da República. É verdade que uma andorinha sozinha não faz verão, não é mesmo? Devemos fazer a nossa parte: intensificar a honestidade em nossos gestos e atitudes, viver os valores do respeito e da transparência, promover o bem-estar e defender a dignidade de todos. Agora devemos pensar como Nação...que está acima de qualquer partido ou ideologia. Jesus veio pregar e paz e nos ensinar a vivermos como irmãos. Coloquemos isso em prática! Um excelente dia!


Oração da manhã para pedir ajuda
Salmo 5
Escutai, ó Senhor Deus, minhas palavras, *
atendei o meu gemido!
Ficai atento ao clamor da minha prece, *
ó meu Rei e meu Senhor!

É a vós que eu dirijo a minha prece; *
de manhã já me escutais!
Desde cedo eu me preparo para vós, *
e permaneço à vossa espera.

Não sois um Deus a quem agrade a iniquidade, *
não pode o mau morar convosco;
nem os ímpios poderão permanecer *
perante os vossos olhos.

Detestais o que pratica a iniquidade *
e destruís o mentiroso.
Ó Senhor, abominais o sanguinário, *
o perverso e enganador.

Eu, porém, por vossa graça generosa, *
posso entrar em vossa casa.
E, voltado reverente ao vosso templo, *
com respeito vos adoro.

Que me posa conduzir vossa justiça, *
por causa do inimigo!
À minha frente aplainai vosso caminho, *
e guiai meu caminhar!  

Não há, nos lábios do inimigo, lealdade: *
seu coração trama ciladas;
sua garganta é um sepulcro escancarado *
e sua língua é lisonjeira.

Mas exulte de alegria todo aquele *
que em vós se refugia;
sob a vossa proteção se regozijem, *
os que amam vosso nome!

Porque ao justo abençoais com vosso amor, *
e o protegeis como um escudo!

Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo.
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

Com carinho e bênçãos
Frei Rinaldo, osm


Evangelho do dia: https://www.youtube.com/watch?v=r6Eadx0cZO8

PUBLICIDADE
App Liturgia Católica
RSS FEED
Voltar para o conteúdo