Novena de Pentecostes - Liturgia Católica Apostólica Romana

- AD MAIOREM DEI GLORIAM -
Ir para o conteúdo
ORAÇÕES > NOVENAS
Espírito Santo no Seio da Santíssima Trindade

Primeiro Dia

“O Espírito Santo no Seio da Santíssima Trindade”

1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vosso auxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Evangelho segundo Mateus, capítulo 3, versículos de 13 a 17
13.Da Galileia foi Jesus ao Jordão ter com João, a fim de ser batizado por ele.
14.João recusava-se: “Eu devo ser batizado por ti e tu vens a mim!”.
15.Mas Jesus lhe respondeu: “Deixa por agora, pois convém cumpramos a justiça completa”. Então, João cedeu.
16.Depois que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Eis que os céus se abriram e viu descer sobre ele, em forma de pomba, o Espírito de Deus.
17.E do céu baixou uma voz: “Eis meu Filho muito amado em quem ponho minha afeição”."


4. ORAÇÃO FINAL
A – Espírito Santo, que conduziste os profetas por desertos de areia ou pela amplidão dos mares,
B – Sopra sobre nossos olhos, a fim de que, por toda a parte, saibam ver a Trindade Santa.
A – Sopra sobre nossos lábios, a fim de que só digam e cantem a Verdade que liberta.
B – Abre nossos corações à Beleza do mundo, ao alegre esplendor das formas sensíveis,
A – Para que todos os nossos encontros sejam sempre louvores a Deus e motivos de amor,
B – E todas as criaturas constituam oportunidades que nos levem ao Criador. Amém


5.Consagração ao Divino Espírito Santo
- Pe. Mário Salgueirinho
Ó Espírito Santo, Divino Espírito de luz e de amor, eu vos consagro a minha inteligência, o meu coração e a minha vontade, todo o meu ser, no tempo e na eternidade. Que a minha inteligência seja sempre dócil às vossas celestes inspirações e à doutrina da Santa Igreja Católica, de que sois guia infalível. Que o meu coração seja sempre inflamado de amor de Deus e do próximo. Que a minha vontade seja sempre conforme à vontade divina, e que toda a minha vida seja uma imitação fiel da vida e das virtudes de Nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, a quem, com o Pai e convosco sejam dadas honra e glória para sempre Amém.


6. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso...- Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!



 Espírito Santo é Deus

Segundo Dia

“O Espírito Santo é Deus”

1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura da Primeira Carta de Paulo aos Coríntios, capítulo 2, versículo de 9 a 12 (ler diretamente na Sagrada Escritura).
9. É como está escrito: Coisas que os olhos não viram, nem os ouvidos ouviram, nem o coração humano imaginou (Is 64,4), tais são os bens que Deus tem preparado para aqueles que o amam.
10.Todavia, Deus no-las revelou pelo seu Espírito, porque o Espírito penetra tudo, mesmo as profundezas de Deus.
11.Pois quem conhe­ce as coisas que há no homem, senão o espírito do homem que nele reside? Assim também as coisas de Deus ninguém as conhece, senão o Espírito de Deus.
12.Ora, nós não recebemos o espírito do mundo, mas sim o Espírito que vem de Deus, que nos dá a conhecer as graças que Deus nos prodigalizou"


4. ORAÇÃO FINAL
A – Divino Espírito Santo, necessitamos muito de vossa ajuda para conhecer o caminho que devemos seguir.
T – Dai-nos, ó Pai, por Jesus, o vosso Espírito Santo!
B – Temos necessidade de vós, para que o nosso coração, inundado pela vossa consolação, se abra, e que, muito além das palavras e dos conceitos, possamos perceber em nós a vossa presença de Pessoa Divina.
T – Dai-nos, ó Pai, por Jesus, o vosso Espírito Santo!
A – Cremos, Ó Espírito Santo, que viveis na Igreja e em nós, sois nosso hóspede permanente, sempre a modelar em nosso ser a figura e a forma de Jesus Cristo.
T – Dai-nos, ó Pai, por Jesus, o vosso Espírito Santo!
B – Nós nos dirigimos também a vós, Maria, Mãe da Igreja, que vivestes a plenitude inebriante do Espírito Santo, experimentastes a sua força em vosso ser, e O vistes operando em vosso filho Jesus: Intercedei por nós, para que nossa mente e o nosso coração se abram à ação divina.
T – Dai-nos, ó Pai, por Jesus, o vosso Espírito Santo!
A – Fazei com que tudo o que pensamos, fazemos ou ouvimos, todos os nossos gestos e todas as nossas palavras, sejam tão somente abertura e disponibilidade a este único Santo Espírito que forma a Igreja no mundo.
T – Dai-nos, ó Pai, por Jesus, o vosso Espírito Santo!
B – Edifica o corpo de Cristo na história; promove o testemunho da fé; consola e conforta; plenifica de confiança e de paz o nosso coração, mesmo em meio às dificuldades e tribulações.
T – Dai-nos, ó Pai, por Jesus, o vosso Espírito Santo!
T – Nós o pedimos, Pai, juntamente com a intercessão de Maria e de todos os santos, e em nome de vosso filho Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém.


5. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!


Espírito Santo é uma Pessoa

Terceiro Dia


“O Espírito Santo é uma Pessoa”


1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura do Livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo 13, versículo de 1 a 4.
1. Havia então na Igreja de Antioquia profetas e doutores, entre eles Barnabé, Simão, apelidado o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, companheiro de infância do tetrarca Herodes, e Saulo.
2. Enquanto celebravam o culto do Se­nhor, depois de te­rem jejuado, disse-lhes o Espírito Santo: “Separai-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho destinado”.
3. Então, jejuando e orando, impuseram-lhes as mãos e os despediram.
4. Enviados assim pelo Espírito Santo, foram a Selêucia e dali navegaram para a ilha de Chipre."


4. ORAÇÃO FINAL
A – Espírito Santo, contemplar-te é mergulhar o olhar no invisível, em pleno mistério de Deus.
B – Não tens um semblante de Evangelho como o Cristo, nem uma face de Pai; mesmo renunciando a te imaginar um rosto, queremos aderir a ti com todas as nossas forças.
A – Não tens um semblante porque és o fogo do amor que reúne os semblantes do Pai e do Filho, para não formar senão um só, numa sublime fusão.
B – Vives nos semblantes de outrem, como sua vida mais secreta, e és tu que nos revela o autêntico semblante do Salvador, bem como o do Pai Celeste.
A – És abismo de profundidade, recôndi to inexpugnável e inexprimível de se representar em traços delimitados.
B – Tu és o sopro que emana do Pai e do Filho e que vem animar nosso espírito, formar-nos uma feição espiritual.
A – Tu és a respiração de nossa alma, o pensamento de nosso pensamento, o impulso de nossa vontade, a força do nosso amor.
B – Tu és a vida divina que vem nos fazer viver o Cristo, que invade nosso ser para transfigurá-lo.
A – Tu nos ultrapassas infinitamente e no entanto, és tão íntimo a nós.
B – Não resides num longínquo abstrato, mas no concreto palpitante de nossa existência.
T – Contemplar-te, é deixar-se tomar pela torrente de um amor que transborda e se apossa de toda a nossa pessoa humana.
Amém.


5. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!


Espírito da Promessa no Antigo Testamento

Quarto Dia

“O Espírito da Promessa no Antigo Testamento”

1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz do corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura do Livro do Profeta Ezequiel, capítulo 36, versículos de 24 a 28.
24. Eu vos retirarei do meio das nações, eu vos reunirei de todos os lugares, e vos conduzirei ao vosso solo.
25. Derramarei sobre vós águas puras, que vos purificarão de todas as vossas imundícies e de todas as vossas abominações.
26. Eu vos darei um coração novo e em vós porei um espírito novo; tirarei do vosso peito o coração de pedra e vos darei um coração de carne.
27. Dentro de vós colocarei meu espírito, fazendo com que obedeçais às minhas leis e sigais e observeis os meus preceitos.
28. Habitareis a terra de que fiz presente a vossos pais; sereis meu povo, e serei vosso Deus.


4. ORAÇÃO FINAL
A – Quem és tu, doce luz que me inundas e aclaras a noite do meu coração? Tu me guias com tua mão maternal. Se me desamparas, não avanço mais, nem sequer um passo.
B – Tu és o espaço que cerca o meu ser e no qual tu te ocultas. Se me abandonas, caio no abismo do nada, do qual me chamaste para o ser.
A – Estás mais próximo de mim que eu, és mais íntimo de mim que meu íntimo.
B – E, contudo, ninguém te atinge, ninguém te compreende.
T – E nenhum nome pode aprisionar-te: Espírito-Santo-Eterno Amor.
A – Vem, Espírito Criador venerado e todo-poderoso, pelo qual tudo foi feito.
B – Tu tens tudo em tuas mãos, tu que estás acima de toda sabedoria e de todo poder.
A – Nada pode descrever-te, compreender-te, sondar-te.
B – Tu terminas toda a criação em sua essência; tu és inseparável de todas as coisas em sua força.
A – Nós te bendizemos, Senhor de todas as coisas e muito bom!
B – De ti procedem toda existência, toda respiração, todo pensamento, todo conhecimento de Deus.
A – Nós te bendizemos porque és tu que nos fazes ver a beleza do céu, o percurso do sol,
B – O círculo da lua, a magnificência das estrelas.
T – Por isso nós proclamamos: Glória a ti, Espírito Criador!
D – Divino Espírito Santo.
T – Iluminai-nos!


5. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria...-Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!



Catequese de Jesus sobre o Espírito Santo

Quinto Dia

“A Catequese de Jesus sobre o Espírito Santo”


1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,  
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo João, capítulo 14, versículos de 12 a 17.
12. Em verdade, em verdade vos digo: aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço, e fará ainda maiores do que estas, porque vou para junto do Pai.
13. E tudo o que pedirdes ao Pai em meu nome, vo-lo farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
14. Qualquer coisa que me pedirdes, em meu nome, vo-lo farei.
15. Se me amais, guardareis os meus mandamentos.
16. E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Paráclito, para que fique eternamente convosco.
17. É o Espírito da Verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece, mas vós o conhecereis, porque permanecerá convosco e estará em vós.


4. ORAÇÃO FINAL
A – Vem, Espírito Santo, e santifica-me. Vem, Espírito de Verdade, e enche-me de ti. Que a tua sapiência divina me instaure na Verdade.
B – Eu desejo que a Verdade reine na minha mente, nas minhas palavras, nos meus afetos, nas minhas ações, evitando tudo que lhe seja contrário, não só a mentira, senão também a dissimulação, a duplicidade, a falta de sinceridade.
A – Vem, Espírito de paz e dá-me a tua paz, a paz profunda que dilata a alma e a torna apta às tuas operações; a paz que acalma e domina todo o sensível.
B – Vem, Espírito de caridade, faze-me tão inflamado de teu amor, que o faça transbordar sobre as almas, que eu desejo levar a ti.
A – Oh, Divino Espírito! Transforma-me em amor. Só assim poderei responder plenamente a teu convite, e ser útil à Igreja.
B – Ó Espírito da Verdade, faze-me conhecer o Verbo, ensina-me a lembrar-me sempre de tudo quanto Ele disse.
A – Ilumina-me, guia-me, torna-me, conforme Jesus, em outro Cristo, comunicando-me as suas virtudes,
B – Sobretudo, a paciência, a humildade, a obediência.
T – Faze-me participar de sua obra redentora. Faze-me entender e amar a cruz.


5. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!


DIVINO ESPÍRITO - PAULO VI
Ó ESPÍRITO SANTO!
A. Dai-me um coração grande, aberto à vossa silenciosa e forte palavra inspiradora; fechado a todas as ambições mesquinhas; alheio a qualquer desprezível competição humana; compenetrado do sentido da Santa Igreja! Um coração grande, desejoso de se tornar semelhante ao coração do Senhor Jesus! Um coração grande e forte, para amar a todos, para servir a todos, para sofrer para todos! Um coração grande e forte para superar todas as provações, todo tédio, todo cansaço, toda desilusão, toda ofensa! Um coração cuja felicidade é palpitar com o coração de Cristo, e cumprir humilde, fiel e virilmente a vontade do Pai.
T. Amém.



Espírito Santo, Dom de Deus

Sexto Dia

“Espírito Santo, Dom de Deus”


1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vosso auxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura da Carta de Paulo aos Romanos, capítulo 5, versículos de 1 a 5.
1. Justificados, pois, pela fé temos a paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.
2. Por ele é que tivemos acesso a essa graça, na qual estamos firmes, e nos gloria­mos na esperança de possuir um dia a glória de Deus.
3. Não só isso, mas nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência,
4. a paciência prova a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz a esperança.
5. E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.


4. ORAÇÃO FINAL
A – Louvor a ti, Senhor poderoso, Espírito consolador, generoso dispensador de todos os bens,
igual ao Pai e ao Filho, a ti a glória e a soberania.
B – És a luz e portador da luz. És bondade e fonte de toda bondade. És o Espírito que forma profetas e suscita apóstolos.
A – Dás a vitória aos mártires e poder aos confessores. Tornas inteligentes os que te procuram,
orientas os que estão sem destino,
B – Consolas os tristes e fortaleces os fracos, cuidas dos feridos, ergues os que caíram, dás coragem aos que têm medo, acalmas os violentos, abrandas os corações endurecidos, confirmas os fiéis e resguardas os que creem.
A – Eu te suplico, Espírito consolador, desce ao templo de meu coração, como desceste à sala do cenáculo, testemunha da santa ceia.
B – Vivifica-me com teus dons benfazejos, abrasa-me o coração com o fogo do teu amor, concede-me tua sabedoria eterna e que tua luz resplandecente me purifique o coração.
A – Que eu te conheça com verdadeiro discernimento, tu que reinas com o Pai e o Filho.
B – Guia-me para que te glorifique e te adore com toda pureza, amor e obediência,
T – Com o Pai de quem procedes e com o Filho de quem recebes, agora e sempre. Espírito Santo, vem rezar em mim.


5. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!



Sereis Batizados no Espírito Santo

Sétimo Dia

“Sereis Batizados no Espírito Santo”


1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura do Livro dos Atos dos Apóstolos, capítulo Primeiro, versículos de 4 a 9.
4. E comendo com eles, ordenou-lhes que não se afastassem de Jerusalém, mas que esperassem aí o cumprimento da promessa de seu Pai, “que ouvis­tes” – disse ele – “da minha boca;
5. porque João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo daqui a poucos dias”.
6. Assim reunidos, eles o interrogavam: “Senhor, é porventura agora que ides instaurar o reino de Israel?”.
7. Respondeu-lhes ele: “Não vos pertence a vós saber os tempos nem os momentos que o Pai fixou em seu poder,
8. mas descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria e até os confins do mundo”.
9. Dizendo isso, elevou-se da (terra) à vista deles e uma nuvem o ocultou aos seus olhos.



4. ORAÇÃO FINAL
A – Vinde Espírito Santo, E enviai-nos do alto do Céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, Vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, Calmante para as nossas paixões, Lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó Luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vosso auxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa frieza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, Os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém, Aleluia!


5.Consagração ao Espírito Santo
(Santiago Alberione)
B. Espírito Santo, amor eterno do Pai e do Filho, eu te adoro, te dou graças, te amo e te peço perdão pelas vezes que te ofendi em minha própria pessoa ou em meu próximo. Desce com a plenitude de teus dons nas sagradas ordenações dos bispos, sacerdotes e diáconos; na profissão dos religiosos, na confirmação dos fiéis. Dá-nos a todos luz, santidade e espírito missionário. Espírito de verdade, te consagro a mente, a imaginação, a memória: ilumina-me para que eu conheça a Cristo Mestre, e assimile seu Evangelho e a doutrina da Igreja. Acrescenta em mim o dom da sabedoria, da ciência, da inteligência e do conselho. Espírito santificador, te consagro a minha vontade: guia-me segundo os teus desejos, ajuda-me a ser fiel na observância dos mandamentos de Deus e em meus compromissos. Concede-me o dom da fortaleza e do temor de Deus. Espírito vivificador, te consagro meu coração: conserva e acrescenta em mim a vida divina. Concede-me o dom da piedade.
T. Amém.


6. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!



Efusão do Espírito Santo

Oitavo Dia

“A Efusão do Espírito Santo”


1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura da Carta de Paulo aos Gálatas, capítulo 5, versículos de 16 a 23.
16. Digo, pois: deixai-vos conduzir pelo Espírito, e não satisfareis os apetites da carne.
17. Porque os desejos da carne se opõem aos do Espírito, e estes aos da carne; pois são contrários uns aos outros. É por isso que não fazeis o que quereríeis.
18. Se, porém, vos deixais guiar pelo Espírito, não estais sob a Lei.
19. Ora, as obras da carne são estas: fornicação, impureza, liber­tinagem,
20. idolatria, superstição, inimizades, brigas, ciúmes, ódio, ambição, discórdias, partidos,
21. invejas, bebedeiras, orgias e outras coisas semelhantes. Dessas coisas vos previno, como já vos preveni: os que as praticarem não herdarão o Reino de Deus!
22. Ao contrário, o fruto do Espírito é caridade, alegria, paz, paciência, afabilidade, bondade, fidelidade,
23. brandura, temperança. Contra estas coisas não há Lei.


4. ORAÇÃO FINAL
Oração para pedir o batismo no
Espírito Santo

T – Senhor Jesus, vivo, ressuscitado, Vós recebestes o Espírito Santo em plenitude para comunicá-Lo a todos os que creem em Vós de todo o coração. Eu creio em Vós, Jesus! De todo o coração! Com toda a alegria e ação de graças! Jesus, desejo vivamente viver minha vida cristã em plenitude e santidade. Mas, para assim vivê-la, eu preciso da ação vigorosa do Vosso Santo Espírito. Jesus, já me destes o Espírito Santo no dia do meu batismo e O confirmastes em mim pelo sacramento do crisma. Mas peço-Vos que hoje O libereis em todo o meu ser, para que eu fique cheio, encharcado, plenificado d’Ele. Jesus, um dia dissestes: “Sereis batizados no Espírito Santo”. Batizai-me, agora, Jesus, conforme a Vossa promessa! Mergulhai-me no oceano do amor e da santidade do Espírito Santo, para que eu fique plenificado por Sua presença e por Sua ação vigorosa e santificadora! Jesus, liberai em mim o Vosso Santo Espírito, de tal modo que Ele se aproprie de mim, de todo o meu ser: do meu espírito, do meu psiquismo, das minhas faculdades mentais e emocionais e do meu físico, convertendo-me, libertando-me, transformando-me, curando-me e santificando-me de tal forma, que eu possa ser uma nova criatura, para viver uma vida nova, em comunhão de amor com o meu Deus e com os meus irmãos. Jesus, batizai-me no Espírito Santo! Que eu possa experimentar vivamente Sua presença e Sua santidade em minha vida, todos os dias! Jesus, que Vosso Espírito Santo desabroche em mim os sete dons infusos! Jesus, que o Espírito de amor gere em mim os Seus nove frutos de santidade! Jesus, que o Espírito Santo se manifeste em mim com Seus carismas, para que eu possa servir muito mais e melhor aos meus irmãos! Batizai-me, Senhor Jesus, no Vosso Santo Espírito!
Jesus, creio vivamente que Vós fareis acontecer em mim essa graça bendita. Porque creio, agradeço. Sim, Jesus, agradeço de todo o coração por tão grande graça. Desejo corresponder ao amor e à ação do Vosso Espírito Santo, com toda a atenção e dedicação. Obrigado, Jesus.


8. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!


Capacitados para Servir

Nono Dia

Capacitados para Servir


1. INVOCAÇÃO
Vinde, Espírito Santo,
Enchei os corações dos vossos fiéis,
E acendei neles o fogo do vosso amor.
D (dirigente) – Enviai o vosso Espírito e tudo será criado.
R (resposta dos Participantes) – E renovareis a face da terra.
Oremos: Deus, que instruístes o coração dos vossos fiéis com a luz do Espírito Santo: fazei que apreciemos retamente todas as coisas, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor nosso. Amém.


2. ORAÇÃO INTRODUTÓRIA
(Em 2 grupos ou coros: grupo A e grupo B; D: dirigente; T: todos)
A – Vinde, Espírito Santo, e enviai-nos, do alto do céu, um raio da vossa luz!
B – Vinde, Pai dos pobres, vinde, fonte de todos os dons, vinde, luz dos corações!
A – Consolador magnífico! Doce hóspede da alma! Doce reconforto!
B – Sois repouso para o nosso trabalho, calmante para as nossas paixões, lenitivo para as nossas lágrimas!
A – Ó luz da felicidade, inundai plenamente os corações dos vossos fiéis!
B – Sem o vossoauxílio, nada pode o homem, nada produz de bom!
A – Lavai as nossas manchas! Banhai a nossa aridez! Sarai as nossas feridas!
B – Dobrai a nossa dureza! Aquecei a nossa fraqueza! Retificai os nossos erros!
A – Dai aos vossos fiéis, que em vós confiam, os sete dons sagrados!
B – Dai-nos o mérito da virtude! Dai-nos o troféu da salvação! Dai-nos a alegria eterna!
T – Amém! Aleluia!


3. LEITURA BÍBLICA
Leitura do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Marcos, capítulo 16, versículos de 12 a 18.
12. Mais tarde, ele apareceu sob outra forma a dois entre eles que iam para o campo.
13. Eles foram anunciá-lo aos demais. Mas estes tampouco acreditaram.
14. Por fim, apareceu aos Onze, quando estavam sentados à mesa, e censurou-lhes a incredulidade e dureza de coração, por não acreditarem nos que o tinham visto ressuscitado.
15. E disse-lhes: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura.
16. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.
17. Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas,
18. manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados”.


4. ORAÇÃO FINAL
A – Graças, Senhor, pelo teu Pentecostes, que se renova mais e mais agora. Sabemos que é chegada a tua hora, e que dispensas os teus dons em profusão.
B – Dá-nos também um Pentecostes que nos abale, que nos sacuda... Um rápido tufão que da nossa pequenez nos desinstale; que leve, uivando, a bagatela, o lixo odioso, e ponha à prova das nossas tendas a firmeza.
A – Dá-nos um Pentecostes que nos derrube ao chão, como um vento conquistador, impetuoso; mas que saneie o charco e corte a estrada que nos conduza à segurança e à certeza.
B – Dá-nos um novo Pentecostes, vendaval que arrombe portas e janelas: um sinal para sairmos de nós, e aos outros dar entrada; que sobre o mundo nos dê outro cenário sem os espelhos do
nosso santuário que só nos refletem a nós: a nós e o nada!
A – Dá-nos um novo Pentecostes, de abrasar, para a nova de Jesus anunciar aos pequeninos, aos que choram e têm fome, para que cresçam e riam, em teu nome! Má nova aos grandes, cuja vida é um não. Sejam todos pequenos, em teu nome, e chorem, para obter o teu perdão.
B – Dá-nos um novo Pentecostes, fogo e chama, que queime em nós o erro e a mesquinhez, rasgando a selva e secando a lama... fazendo ver com nova limpidez visões de apocalipse e de verdade: tua verdade, serena e uma só: a vida que é nossa, na Trindade... e, para além do pó, um encontro já marcado: a eternidade!
A – Dá-nos um novo Pentecostes, que além disto, purifique o ouro em nós, até brilhar e refletir no mundo Jesus Cristo.
B – Dá-nos um novo Pentecostes, que faça ardente tocha da tua Igreja. Firmados nessa rocha o mal não poderá nos arrastar.
T – Renova-a dia-a-dia, para que mais e mais dê glória a Deus, para que mais e mais sejamos teus, até o renascer na Parusia!


8. BENÇÃO FINAL
(Se houver um sacerdote presente, ele deve conduzir este momento).
- Pai Nosso... - Ave Maria... -Glória ao Pai...
T – Assim como nos reunimos em vosso nome, ó Divino Espírito Santo, concedei-nos, por vosso amor, a graça de permanecermos sempre unidos na justiça evangélica e na solidariedade fraterna. Que nunca nos esqueçamos e nos afastemos de vós, e alcancemos juntos a verdadeira e eterna felicidade. E que esteja sobre nós, sobre nossos amigos e familiares, sobre nossos intercessores e colaboradores, bem como sobre todos aqueles com quem ainda não vivenciamos a plena comunhão e caridade, a bênção do Deus único e todo poderoso que é Pai, Filho, e Espírito Santo. Amém!


PUBLICIDADE
- Totus Tuus -
Voltar para o conteúdo